Páginas

quinta-feira, 22 de maio de 2014

AS NOTAS ADESIVAS

   A padroa da casa onde tinha alugado um quarto durante a minha estadia naquela cidade era uma maniática das limpezas, mas não uma maniática qualquer, mas uma maniática metafísica, por chamá-la dalguma maneira. A senhora não só odiava que eu deixasse um salpicado no espelho da casa de banho, mas ainda colocava uma nota adesiva que o sinalava: "Atenção: pinga a luxar o espelho".
   Imaginem a minha perplexidade, porque até uma noite, enquanto dormia, espirrei e umas pingas de saliva saltaram até a parede de frente. Bom, quando cheguei a casa de volta e encontrei quatro notas ao redor das pingas quase microscópicas, a formarem uma pequena constelação. O escasso dinheiro que pagava pelo aluguer do quarto não me compensava por aquela chuva de notas adesivas amarelas que encontrava por toda a parte. A padroa não me falava nada, apenas deixava notas pela casa. Era obsessivo. Até comecei a crer que a senhora não existia, apenas as suas notas.
   Porém, um dia encontrei-a no corredor. Ela caminhava para mim na penumbra. Reconheço que senti algo de medo. Quando ela esteve à minha altura, não pude reprimir um espirro que me veio. E claro, larguei umas pinguinhas de cuspe que foram para os seus óculos. E então ele reagiu segundo a sua propria lógica. Quitou do bolso o bloco de notas adesivas e escreveu nelas: "Atenção, acaba de me luxar os óculos!". Mas como os óculos eram muito pequenos e as notas relativamente grandes, teve que colocar as notas em cima das lentes, e continuou a caminhar pelo corredor, mas já não via nada, até que tropeçou e caiu no chão. Os óculos estragaram. Eu pensei que, se calhar, assim terminaria o meu pesadelo, que ela já não poderia ver bem e não poderia ver as micropingas que eu deixava no espelho.
   E acertei. Quando no dia seguinte voltei a casa, no espelho não havia uma nota adesiva ao lado da pinga que eu deixara de manhã. No seu lugar, todo o espelho, pelos caixilhos, estavam rodeados de dúzias de notas adesivas, todas com a mesma mensagem: "Atenção, aqui, nalguma parte do espelho, você deixou uma pinga que luxa o espelho".


Frantz Ferentz, 2014

Sem comentários: