Páginas

sábado, 21 de dezembro de 2013

TARDE DEMAIS


Afinal reconheceu que o dele era pura preguiça, uma preguiça que alcançava quase o infinito, e assim, depois de tantos meses, tomou medidas. Então descobriu que o seu mundo mudara muito mais do que ele nunca teria imaginado. De facto, fora viver com outras pessoas para outra cidade noutro país, mas descobrira-o demasiado tarde, comprendeu então que deveria ter limpado muito antes os óculos. Maldita preguiça...

Frantz Ferentz, 2013

Sem comentários: